Posts Tagged ‘Alves Redol

15
Fev
08

Alves Redol Barranco de Cegos

viena1.jpg

Apetece-me fazer uma referência a este autor, por ventura extensível a toda a sua escola. Alves Redol é um dos escritores que está a morrer. Hoje, hoje em dia, não existem muitas livrarias que ainda tenham Alves Redol, menos ainda são aquelas que se poderão gabar de vender Alves Redol, é dificílimo encontrar obras como Barranco de cegos, Avieiros ou Gaibéus.

De facto, o neo-realismo, sob a forma literária, do início do séc. XX está desaparecer das estantes. Nas escolas não se dá, o público e os leitores também não manifestam grande interesse e, as editoras e o Estado não querem saber, ou porque não dá lucro ou porque não interessa… (nota – voltar a este tema mais tarde). A única boa notícia sobre o tema, foi a abertura do Museu do neo-realismo em V. Franca de Xira, que a ver vamos no que irá desaguar.     

Barranco de cegos, livro de 1962, e uma das melhores obras de Alves Redol. A narrativa é uma caracterização da burguesia ribatejana, do pensamento e estilo de vida daquela gente. A divisão existente, mesmo dentro da burguesia entre os liberais e os absolutistas, entre os repúblicanos e os monárquicos, entre os rurais e os urbanos. Mas não só pela caracterização da classe se fica, o relato narra as desventuras de uma família em que diferentes gerações apresentam distâncias cada vez mais latentes.

Como obra neo-realista que é, Barranco de cegos, expõe ainda as condições de vida e de trabalho da classe operária rural do Ribatejo. Enfim, uma obra importante do neo-realismo português.